Os trabalhadores das Minas da Panasqueira cancelaram hoje em plenário a greve que ia decorrer até dia 30 e aceitaram um pré-acordo salarial alcançado entre o Sindicato Mineiro e a administração da empresa.
Os salários base vão ser aumentados em 1% com efeitos retroactivos a Janeiro e ficou agendada nova reunião para reanalisar os valores no dia 9 de Julho, avançou José Maria Isidoro, delegado sindical.
O prémio de produção também foi melhorado, sendo de cinco euros por tonelada de concentrado final de minério, desde que se consigam entre 120 a 150 toneladas por mês, e sobe para 6,30 euros acima das 150 toneladas.
Os 100 trabalhadores que participaram no plenário das 07h00 de hoje "não ficaram totalmente satisfeitos, mas aceitaram este pré-acordo" e cancelaram a greve às duas horas do início de cada turno.
"O aumento de 1% foi conseguido a muito custo, após grande discussão", num encontro entre administração e sindicato, na quarta-feira, na delegação da Autoridade das Condições de Trabalho (ACT), na Covilhã, realçou José Maria Isidoro.
"Ficou marcada nova reunião para 9 de Julho, para reajustar o salário base, tendo em conta as perspectivas de aumento da extracção de minério", explicou o sindicalista.
Fonte: Económico com Lusa