Os trabalhadores das Minas da Panasqueira aderiram hoje à greve convocada pela Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas e de Minas. Preve-se nova paralisação no dia 24, em reivindicação de aumentos salariais.

A administração diz que as minas estão a acumular prejuízo, desde Maio de 2009, devido a uma queda de 20 por cento das vendas, daí o não haver aumentos sob pena de procederem, com certeza, a despedimentos nas minas que empregam 320 pessoas.

O Sindicato pede "um aumento de 50 euros no salário base e prémios de produção de 20 euros por tonelada a partir das 120 toneladas de concentrado produzido", referiu José Maria Isidoro, delegado sindical.

"Em 2009 não houve nenhum aumento, nem foram entregues prémios de produção", sendo que os indicadores atuais são claramente positivos para as minas, acrescentou José Maria Isidoro.

As 7h30mim da manhã 70% dos trabalhadores do interior da mina não entraram ao subsolo. Prevê-se que na rendição do turno da tarde a adesão ultrapasse a média dos 85 a 90%.
Os mineiros da Panasqueira saúdam todos os que de todo o coração estejam envolvidos nesta luta.

Ainda durante o dia de hoje tentaremos colocar algumas fotos.